13 de abril de 2021 às 05:03
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Coreia do Norte promete suspender testes nucleares e de mísseis


Publicado em: 06/03/2018 10:02
Por: Da Redação


Autoridades sul-coreanas se reuniram com líder de país vizinho.

A Coreia do Norte se mostrou disposta a estabelecer um diálogo direto com os EUA e prometeu suspender os testes nucleares e de mísseis enquanto essas conversas estiverem em andamento, anunciou nesta terça-feira (6) um emissário sul-coreano após uma reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, em Pyongyang.

Chung Eui-yong, conselheiro para Segurança do presidente sul-coreano Moon Jae-in, afirmou que a Coreia do Norte também expressou sua disposição para a desnuclearização caso a segurança do país esteja garantida.

“A Coreia do Norte deixou claro seu desejo de denuclearizar a península coreana e o fato de que não há razão para manter seu programa nuclear se as ameaças militares contra o Norte forem resolvidas e o regime estiver seguro”, disse o porta-voz.

Os dois países concordaram ainda em se reunir no próximo mês na cidade fronteiriça de Panmunjom, no primeiro encontro do tipo em mais de uma década.

Na segunda-feira (5), o líder norte-coreano Kim Jong-un reuniu-se com uma delegação sul-coreana.

Foto de 5 de março de 2018 mostra encontro do líder norte-coreano Kim Jong-um (esq.) com o chefe da delegação sul-coreana Chung Eui-yong durante reunião conjunta (Foto: STR/KCNA via KNS/AFP)

Foto de 5 de março de 2018 mostra encontro do líder norte-coreano Kim Jong-um (esq.) com o chefe da delegação sul-coreana Chung Eui-yong durante reunião conjunta (Foto: STR/KCNA via KNS/AFP)

A viagem foi parte da tentativa do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, de negociar uma solução diplomática para o programa nuclear da Coreia do Norte após uma reaproximação ocorrida com a participação da vizinha nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang.

Foto de 5 de março de 2018 mostra o líder norte-coreano Kim Jong-um (dir.) com o chefe da delegação sul-coreana Chung Eui-yong durante reunião conjunta (Foto: Agência Central Coreana de Noticias via AP)

Foto de 5 de março de 2018 mostra o líder norte-coreano Kim Jong-um (dir.) com o chefe da delegação sul-coreana Chung Eui-yong durante reunião conjunta (Foto: Agência Central Coreana de Noticias via AP)

Os Jogos Olímpicos de Inverno, que terminaram em 25 de fevereiro, possibilitaram uma notável aproximação entre o Norte e o Sul, após dois anos de grandes tensões relacionadas aos programas nuclear e balístico da Coreia do Norte.

O auge da operação de aproximação norte-coreano foi a viagem ao Sul de Kim Yo Jong, irmã do líder Kim Jong Un, no que foi a primeira visita de um membro da dinastia no poder em Pyongyang desde o fim da guerra da Coreia em 1953.

Moon deseja capitalizar os Jogos Olímpicos para abrir um diálogo entre seu vizinho do Norte e Washington, visando uma diminuição nas tensões.

Durante sua visita, Kim Yo Jong entregou a Moon, da parte de seu irmão, um convite para participar de uma cúpula em Pyongyang.

Comentários