27 de julho de 2021 às 00:33
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

OMS diz que 500 pessoas apresentaram sintomas de um ataque químico em Guta, na Síria


Publicado em: 11/04/2018 7:02
Por:


Suposto ataque químico ocorreu no sábado e atingiu a cidade de Duma, último reduto rebelde da província.

A Organização Mundial da Saúde afirmou nesta quarta-feira (11) que 500 pessoas apresentaram sintomas de um ataque químico em Guta Oriental, na Síria, segundo a BBC. O suposto ataque químico ocorreu no sábado e atingiu a cidade de Duma, último reduto rebelde da província. Dezenas de pessoas morreram e ficaram feridas na ação, que foi atribuída ao regime de Bashar Al-Assad.

A Sociedade Médica Sírio-Americana (SAMS, na sigla em inglês) e a Defesa Civil síria (ONG mais conhecida como Capacetes Brancos) estimam que 49 pessoas morreram. Já o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), ONG que monitora a guerra civil do país, disse que ao menos 80 pessoas morreram – 40 de sufocamento.

O governo sírio nega a utilização de armas químicas e fez um convite para que a Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq), que investiga o ataque, visite a cidade de Duma.

A acusação do suposto ataque químico contra o governo partiu do grupo rebelde sírio Jaish al-Islam. Eles acusam o regime de Assad de lançar um barril-bomba com substâncias químicas venenosas contra civis em meio a uma ofensiva das forças do governo sírio a Duma.

Os Capacetes Brancos, socorristas ligados à oposição, relataram que famílias inteiras foram encontradas sufocadas em suas casas e abrigos.

Comentários