segunda-feira, 15 abril, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

250 gatos são retirados da colônia e transferidos para ONG

Animais vão receber cuidados e disponibilizados para adoção

A colônia de gatos de Piatã, conhecida há anos em Salvador, teve fim na manhã desta terça-feira (2). Cerca de 250 animais estão sendo retirados do local, que era frequentemente utilizado para abandono de gatos, e transferidos para a ONG Doce Lar. Na organização, os gatos vão passar por cuidados e serão disponibilizados para adoção.

A remoção dos gatos é um plano com origem em janeiro de 2023, quando houve um chamamento público para avaliar a necessidade de transferência do local. Em outubro do mesmo ano, a ONG Doce Lar, que trabalha com a proteção animal desde 2001, foi selecionada para receber os animais. Apesar disso, a operação de remoção e realocação é realizada pela Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Resiliência e Proteção (Secis).

Titular da pasta, Marcelle Moraes explica o fim da colônia e detalha quanto será investido para manutenção dos animais na ONG. “A retirada dos animais é uma questão pública e, por isso, entendemos que era necessário retirá-los daqui e promover uma qualidade de vida para eles. Vamos custear o resgate e o acolhimento, promovendo alimentação, vacina e tratamento até a adoção dos gatos com um investimento de R$ 2 milhões por ano”, afirma a secretária.

Além da retirada dos animais, a operação é um gatilho para uma obra de requalificação da área onde os animais viveram por anos. Há, inclusive, um projeto do Prodetur de reforma na orla da capital, que também irá contemplar a área de Piatã. Como a colônia surgiu do abandono de animais, também haverá ações para inibir que isso volte a acontecer na área.

“A gente conta aqui com o apoio logístico de vários setores da gestão municipal e, a partir da transferência desses animais, a Guarda Municipal ficará aqui diariamente para evitar o abandono. Inclusive, por conta dessa presença, quem abandonar animais aqui será conduzido imediatamente para delegacia. Esse local não é um lugar de abandono”, destaca Marcelle Moraes.

Na ONG Doce Lar, os gatos passarão por triagem para verificar se os animais estão com doenças infectocontagiosas. Posteriormente, serão tratados e até submetidos a cirurgias, caso necessário. Quem quiser adotar os animais, pode entrar em contato pelo Instagram no perfil @adocaodocelar10 e pelo telefone (71) 99962-1189.

Gatos da colônia de Piatã foram recolhidos nesta terça-feira Crédito: Arisson Marinho/CORREIO

Arquivos