quarta-feira, 21 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

750 policiais irão atuar na folia do Santo Antônio além do Carmo

Portais de Abordagem com câmeras do Sistema de Reconhecimento Facial auxiliarão as ações de inteligência

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP) 750 policiais militares, civis e técnicos atuarão no Carnaval do Santo Antônio além do Carmo, na capital baiana. Na manhã desta terça-feira (30), representantes das forças de segurança, dos 14 blocos que desfilam no evento e moradores se reuniram para tratar sobre questões do evento.

Ainda segundo a SSP, quatro Portais de Abordagem serão montados pela Polícia Militar(PM) nos acessos da festa. Objetos cortantes e pistolas de água serão proibidos. Oito câmeras do Sistema de Reconhecimento Facial da SSP serão implantadas nos bloqueios. A PM também realizará, em parceria com a Transalvador, o controle do acesso de veículos. Pela primeira vez, Postos de Comando e do Departamento de Polícia Técnica, além de uma Delegacia Especial de Área (DEA), serão montados no Forte da Capoeira.

Polícia Militar

O efetivo do 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Centro Histórico) reforçará o trabalho ostensivo com patrulhas espalhadas ao longo da região. Postos Elevados de Observação serão utilizados. “Estaremos com o reforço do efetivo do Comando de Policiamento Regional da Capital (CPR-C) Baía de Todos os Santos e de unidades especializadas. Três Bases Móveis serão distribuídas em pontos estratégicos”, detalhou o comandante da unidade, tenente-coronel Agnaldo Ceita.

Polícia Civil

Cerca de 100 policiais civis entre delegados, escrivães e investigadores desempenharão ações de inteligência no evento. Registro de Boletim de Ocorrência, formalização de procedimento e orientações para os foliões serão promovidos, onforme detalhou o coordenador de operações da PC, delegado Arthur Guimarães. “Equipes da Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) estarão empregadas na DEA para atender, com mais facilidade, o turista”, disse o delegado.

Equipes veladas atuarão no Centro Histórico para identificar e capturar criminosos. Integrantes das Secretarias Municipais de Ordem Pública (Semop) e de Desenvolvimento e Urbanismo e da Prefeitura-Bairro do Centro Histórico, além da Transalvador participaram do encontro.

Foto: Rafael Rodrigues/SSP

Arquivos