quinta-feira, 22 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Após tragédia, prefeitura descarta cancelamento do Carnaval

Prefeitura de cidade vizinha cancelou evento que aconteceria no final de semana

As vítimas do naufrágio em Madre de Deus no último domingo (21) retornavam à cidade após shows do festival Madre Verão, que aconteceram na Ilha de Maria Guarda, a menos de dois quilômetros de distância. Dois dias após a tragédia, a prefeitura descarta o cancelamento ou adiamento das próximas apresentações, marcadas para acontecer entre quinta-feira (25) e sábado (27).

Abalados com o naufrágio que deixou oito mortos, moradores cobraram o cancelamento do evento nos comentários de um vídeo publicado pelo prefeito Dailton Filho (PSB) em uma rede social. O gestor municipal não detalhou as circunstâncias do naufrágio na gravação e se limitou a agradecer aos funcionários e à população que ajudaram no resgate dos feridos. Ele ressaltou que a prefeitura acompanha as investigações, mas moradores levantaram o debate sobre a realização do evento musical.

“Peço que cancele essa festa em solidariedade às famílias que perderam seus entes queridos. Me coloco no lugar deles e já me sinto muito triste se o Madre Verão continuar acontecendo”, disse um morador. Uma mulher subiu o tom e cobrou o gestor municipal. “Palavras bonitas não mudam nada! Tome atitude, tenha empatia com as vidas que foram perdidas dessa forma trágica […] cancela esse MV”, publicou no Instagram.

Outro morador questionou a atitude da prefeitura: “Em apoio e respeito às famílias porque não foi cancelado (sic) a festa?”. Os pedidos, no entanto, não são unanimidade. Um morador lembrou das pessoas que trabalham na festa tradicional da cidade. “[…] tem também todos aqueles vendedores que estão ali para ganhar sua renda tão importante… Falar é fácil, vocês não sabem o quão é difícil cancelar um evento desse porte”, defendeu.

A gestão municipal decretou luto de três dias depois do acidente, mas manteve a programação do evento, o que foi confirmado pela reportagem através da assessoria de imprensa do município na manhã desta terça-feira (23). A festa acontecerá pelo quarto final de semana seguido. O prefeito Dailton Filho não atendeu aos pedidos de entrevista feitos pela reportagem desde segunda (22).

No próximo final de semana, a festa volta a acontecer na orla de Madre de Deus, depois de ter sido realizada na ilha vizinha no domingo (21). Entre as atrações confirmadas estão as bandas Filhos de Jorge, Patrulha do Samba, além dos shows de Saulo, Dan Ventura e Dilsinho.

Por outro lado, a prefeitura de Candeias, que fica a 13 quilômetros de distância de Madre de Deus, anunciou o adiamento da Festa de São Gonçalo, que aconteceria sábado (27) e domingo (28). “A Prefeitura de Candeias, diante da trágica fatalidade ocorrida em Madre de Deus, vem em respeito às vítimas e em solidariedade aos amigos e familiares, comunicar o adiamento da Festa de São Gonçalo, que ocorreria nos dias 27 e 28, em Passé”, informou.

Relembre o caso

O acidente aconteceu por volta das 22h, quando o barco deixou a Ilha de Maria Guarda e seguiu para o píer de Madre de Deus. Na Ilha acontecia a festa Madre Verão 2024, promovida pela prefeitura. Testemunhas contam que houve uma confusão entre os ocupantes da embarcação quando ela virou.

Não há número exato de pessoas que estavam na embarcação, mas o Corpo de Bombeiros busca por mais duas pessoas que ainda estariam desaparecidas.

Segundo informações da Marinha, uma equipe de Busca e Salvamento (SAR) da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) foi enviada ao local para conduzir as buscas dos possíveis desaparecidos assim que foi informada sobre o acidente.

“O Comando do 2º Distrito Naval está, adicionalmente, reforçando a operação de busca e salvamento com o Aviso de Patrulha “Dourado” e a Lancha de Inspeção Naval Blindada “Guaiúba”, pertencentes ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste”, diz a Marinha, em nota.

Evento Madre Verão acontece durante todos os finais de semana de janeiro Crédito: Divulgação/Prefeitura de Candeias

Arquivos