domingo, 19 maio, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Câmara instaura CPI para apurar compra de notebooks

Valor total gasto com as máquinas foi de R$:1 milhão e novecentos mil reais

A Câmara Municipal de Catu, Região Metropolitana de Salvador, instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possíveis irregularidades na licitação da compra de 400 notebooks pela Prefeitura do município. O valor total gasto com a compra das máquinas foi de R$:1 milhão e novecentos mil reais.

O requerimento foi apresentado pelo Vereador João do ônibus, o qual pede apuração das regularidades da licitação que teve como vencedora a empresa “Solução em Tudo”, empresa que foi criada há 4 meses antes da licitação.

É bom lembrar que a Secretária de Educação, Rosa Sales, é irmã do prefeito Narlison Borges de Sales, conhecido como Pequeno Sales (PT).

A história começou no dia 29 de dezembro do ano passado, quando a Justiça Federal de Alagoinhas abriu um processo civil contra o prefeito Pequeno Sales (PT). O gestor do município foi acusado de improbidade administrativa, dano ao erário e violação aos princípios administrativos.

“Começamos a investigar há 1 ano. A empresa que venceu a licitação era apontada como sendo de Maceió -AL, porém o endereço não foi encontrado quando procuramos. Entendemos que houve superfaturamento e por isso pedimos a abertura dessa CPI”, disse o vereador Paulo de Cacinho (PSDB).

Prefeito de Catu, Narlison Borges de Sales, conhecido como Pequeno Sales (PT) – 

Arquivos