27 de julho de 2021 às 12:07
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Crianças e jovens de Governador Mangabeira terão aulas de música instrumental


Publicado em: 07/03/2018 13:05
Por: Da Redação


‘A Música na Comunidade – Desvelando Talentos’, projeto cultural desenvolvido pela proponente Jacibarbara de Santana de Oliveira, leva música instrumental para crianças e jovens do município de Governador Mangabeira (Recôncavo), com apoio do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura da Bahia, contemplado no Edital Setorial de Música.

As inscrições começaram na segunda-feira (5) e seguem até 13 de abril, na sede da Associação de Moradores e Pequenos Produtores Rurais de Lagoa da Rosa e Sungaia, povoados de Governador Mangabeira. Serão beneficiadas cerca de 50 pessoas, com prioridade para aquelas oriundas de escolas públicas, em situação de vulnerabilidade social e de famílias de baixa renda.

O projeto encontra-se em fase de divulgação e as aulas estão previstas para iniciar em 16 de abril. Sobre ter esse apoio por meio dos Editais Setoriais, a proponente do projeto diz que “é relevante para a concretização do projeto, sobretudo na viabilização do acesso de diversas crianças carentes ao universo da música e na valorização da cultura”.

“O projeto possibilita crianças, adolescentes e jovens destas comunidades o acesso a cultura por meio do ensino musical, enfatizando o estilo de música instrumental para bandas filarmônicas, utilizando-a como ferramenta para o resgate sua autoestima, perspectiva de um futuro promissor e o desenvolvimento psicossocial e das suas funções cognitivas e, sobretudo a valorização e propagação da cultura”, ressalta Jacibarbara.

A Música na comunidade será realizada com parceria entre a Sociedade Filarmônica Madre Maria Teresa e a Associação de Moradores e Pequenos Produtores Rurais de Lagoa da Rosa e Sungaia, que irá estabelecer a conexão com as famílias das comunidades beneficiadas pelo projeto.

Fundo de Cultura

Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artísticas e culturais baianas, o Fundo de Cultura é administrad pelas secretarias estaduais de Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz). O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em quatro linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação –‘ Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos’; ‘Eventos Culturais Calendarizados’; ‘Mobilidade Artística e Cultural’ e ‘Editais Setoriais’. Mais detalhes podem ser acessados no site da Secult.

Comentários