domingo, 23 junho, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Escola de Música e Arte de Salvador será inaugurada em 2025

Estrutura fica ao lado do Museu da Música, terá oito andares e uma sala de espetáculos

Uma Escola de Música e Artes e Sala de Espetáculos está sendo construída pela prefeitura no bairro do Comércio. Batizada de Letieres Leite, em homenagem ao maestro que morreu em 2021, o espaço será um local de formação onde professores renomados de música, estudantes baianos e de fora do país poderão aprofundar conhecimentos na base da música afro-baiana e outros aspectos do mercado musical, como pós-produção, área técnica, produção executiva e composição audiovisual. A inauguração será em 2025.

Os detalhes do projeto foram apresentados pelo prefeito Bruno Reis (União Brasil) em um evento realizado no prédio do Arquivo Público Municipal, também no Comércio, nesta segunda-feira (10).

O prefeito destacou a importância de instalar o equipamento nesta região da cidade. “Essa á uma ação para valorizar essa região, resgatar essa região. Todos sabem do esforço que temos feito, os movimentos que temos feito para valorizar essa região”, disse. Reis falou ainda sobre como o projeto vai fortalecer a cultura. “Eu não tenho dúvidas que o conhecimento transmitido, vai fazer com que o ensinamentos seja passado para as gerações presentes e futuras. Esse projeto vem na pratica fortalecer o que está no nosso DNA. Vai potencializar a economia criativa. Vai, sem sombra de dúvidas, consolidar esse quarteirão”, afirmou.

O maestro Leitieres Leite foi criador da Orkestra Rumpillezz, que funde as matrizes percussivas do candomblé com o jazz, e do Rumpilezzinho, laboratório musical e socioeducativo voltado para jovens músicos, era conhecido também pelo trabalho na criação do método Universo Percussivo Baiano (UPB) e era considerado uma referência no meio musical. Ele morreu em 2021, aos 61 anos.

Contrato

Durante o evento, a Prefeitura e a Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura no Brasil (OEI) assinaram um acordo de cooperação técnica para a gestão de equipamentos culturais do município.

Prefeitura e a Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura no Brasil (OEI) assinaram um acordo de cooperação técnica para a gestão de equipamentos culturais Crédito: Arisson Marinho/CORREIO

Arquivos