domingo, 16 junho, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Federação se concretizará, mas talvez após as eleições 2024

Prefeito também falou de aliança com PL, mas despistou sobre possível encontro com Bolsonaro em Salvador

Durante coletiva de imprensa em evento de inauguração da rua Valmir Huspel, em Salvador, na manhã desta sexta-feira, 5, Bruno Reis (União Brasil) falou sobre a possível federação do seu partido com o PP e o Republicanos e comentou como andam as negociações para que seu grupo forme aliança com o PL para as eleições deste ano.

A federação vai acontecer, mas talvez não se concretize antes das eleições municipais de 2024, disse o prefeito da capital baiana. “Ela está praticamente definida. Só estamos avaliando qual o melhor momento para lançá-la, se antes das eleições municipais ou se após as eleições municipais”, afirmou.

“União Brasil, PP e Republicanos caminham a passos largos para criar essa federação, que tem diversos objetivos. Em especial, se fortalecer no Congresso Nacional para aprovar medidas importantes que possam fazer o país avançar ainda mais”, continuou.

Já as negociações para fechar uma aliança com o PL, que já se desenha desde o ano passado, estão avançadas, segundo Bruno. “Nosso ex-ministro João Roma, ontem [quinta-feira (4)], sinalizou nesse sentido. Também hoje sinalizo aqui. Mas é evidente que isso ainda vai passar por conversas e entendimentos”, disse.

Bruno não deu prazo para que as duas partes se entendam. Perguntado se encontrará com Jair Bolsonaro (PL) em março, quando o ex-presidente da República visita a capital baiana, o prefeito desconversou.

“Eu tenho conversado com os dirigentes do PL daqui de Salvador. Em especial com o presidente na Bahia, que é o ex-ministro e ex-deputado de João Roma”, concluiu.

“Só estamos avaliando qual o melhor momento para lançá-la”, disse Bruno Reis sobre federação entre União Brasil, PP e Republicanos – 

Arquivos