23 de julho de 2021 às 19:22
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Fórum de Salvador é evacuado após suspeita de bomba


Publicado em: 03/04/2018 16:41
Por:


Sacola foi deixada por uma moradora de rua dentro do Tribunal

Uma moradora de rua provocou um susto em quem estava no Fórum Ruy Barbosa, no bairro de Nazaré, em Salvador, na manhã desta terça-feira (03). O prédio precisou ser evacuado depois que uma sacola foi encontrada por funcionários no local.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), por volta de 10h o Centro Integrado de Comunicações (Cicom) foi informado sobre uma mochila abandonada dentro do Fórum. Com a suspeita de conter artefato explosivo, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar foi acionado.

A mochila passou por um aparelho de raio X antes de ser aberta, para descartar a possibilidade de explosivos. Dentro da sacola os policiais encontraram apenas roupas sujas. Ainda segundo a polícia, o material pertence a uma moradora de rua que é conhecida dos servidores do Tribunal por passar rotineiramente pelo Fórum. Ela foi identificada através das câmeras de segurança.

Em nota, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) informou que as audiências foram realizadas e todos os setores funcionaram normalmente, não havendo a necessidade de suspensão das atividades judiciárias. O TJ-BA disse também que “por cautela, a Segurança Institucional foi acionada e todas as medidas foram tomadas no sentido de garantir a tranquilidade aos jurisdicionados e serventuários”.

Susto

Aelson de Jesus, 31 anos, que trabalha na equipe de limpeza do fórum, contou que ele e seus colegas foram os primeiros a ver a mochila. Porém, não ficaram assustados. “Eu mesmo pensei que não era nada tanto assim, porque já teve isso uma vez no metrô. Na hora do choque a gente pensa em tanta coisa. A galera ficou assustado aí”, disse.

A diarista Josenilda Souza, 49, veio visitar o marido, Clilton Lopes, 63, que trabalha como assistente de um advogado que veio ao local no momento do ocorrido. “Eu vi todo mundo entrando, então entrei também. Se tivesse alguma coisa mesmo, não iria deixar entrar. É que o pessoal também adora um enxame. Esse negócio de bomba já virou rotina”, contou, aos risos.

Já os advogados Uriel Souza, 21, e Felipe Tavares, 21, se surpreenderam quando foram abordados pela reportagem. Eles vieram acompanhar o andamento de alguns processos no fórum, e não sabiam da suspeita de bomba. “Se soubéssemos, a gente nem tinha vindo. Mas já rodamos todo o prédio, e tá tudo de boa”, afirmou.

Falsas bombas
Essa não foi a primeira vez que uma sacola descartada de maneira irregular alterou a rotina de alguns soteropolitanos. Em julho de 2017, a estação do metrô de Brotas também precisou ser evacuada às pressas depois que uma mochila foi encontrada em uma lixeira.

A sacola tinha sido deixada por um morador do bairro. Na época, ele contou ao CORREIO que era ele quem jogava o lixo fora de casa. Naquele dia, resolveu descartar também uma mochila velha, por isso, pegou o lixo que tinha em casa, colocou dentro da mochila e, no caminho para o trabalho, parou na estação do metrô de Brotas e jogou o material na lixeira. Ele não imaginava que uma coisa tão boba fosse causar tanto alvoroço na cidade.

Um mês depois, comerciários, lojistas e clientes do Shopping da Bahia tiveram que deixar o local às pressas após uma mala e uma mochila serem abandonadas dentro do estabelecimento. O Bope foi acionado mais uma vez e, depois de horas de tensão, os policiais descartaram a possibilidade de bomba e contaram que os tanto a mala quanto a mochila estavam vazias.

Comentários