14 de abril de 2021 às 16:33
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Governo do Estado cede imóvel para ampliação do Mercado Municipal de Brumado


Publicado em: 01/03/2018 7:01
Por: Da Redação


A Secretaria da Administração (Saeb) cedeu para o município de Brumado a antiga loja da Cesta do Povo e o terreno de 9 mil metros quadrados onde fica a edificação, no centro da cidade. O Governo investiu R$ 8,4 milhões para adquirir os imóveis da extinta Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) e ceder para a prefeitura ampliar o Mercado Municipal.

O projeto de ampliação vai beneficiar cerca de 200 famílias, que vão receber boxes para comercializar produtos agropecuários, avícolas e outros. A ampliação do Mercado Municipal também vai melhorar a infraestrutura do local e dinamizar a economia da cidade.

A cessão de uso dos imóveis foi assinada, ontem, pelo secretário da Administração, Edelvino Góes, e pelo prefeito de Brumado, Eduardo Lima Vasconcelos. Também participou do ato o secretário da Agricultura, Vitor Bonfim, em função da relevância da cessão para o desenvolvimento da agricultura da região.

A Prefeitura de Brumado solicitou a cessão de uso do terreno e da loja da antiga Cesta do Povo para a Secretaria da Administração. O Governo do verificou a relevância da ampliação do Mercado Municipal para a agricultura e para a economia da região. Mas, em função dos imóveis pertencerem à Ebal, uma empresa pública, os bens tiveram que ser adquiridos pelo Estado.

Antes de serem leiloados, junto com o restante do patrimônio da Ebal, a Secretaria da Administração adquiriu os imóveis por R$ 8,4 milhões e os incorporou ao patrimônio do Estado. Nesta terça (27), a Saeb cedeu o terreno e a loja para o município de Brumado, pelo prazo de cinco anos, podendo ser renovado por igual período.

As antigas instalações da Cesta do Povo ficam situadas na Avenida Centenário, no Centro de Brumado, anexas ao Mercado Municipal. O prefeito da cidade disse que o município está na fase da escolha do projeto para a ampliação. “Nossa expectativa é que a obra gere cerca de 100 empregos diretos, movimentando a economia da cidade. Depois de pronta, a ampliação deve beneficiar cerca de 200 permissionários, que vão vender seus produtos em boxes”, explicou Eduardo Lima Vasconcelos.

O secretário da Administração falou sobre a importância da cessão para a economia da cidade. “O Governo se sensibilizou com a relevância da ampliação do Mercado Municipal para a dinamização da economia local. O projeto vai gerar cerca de 100 empregos na fase da obra, ocupação para mais de 200 famílias no comércio de produtos, além de impulsionar a agricultura da região, comprando a produção para revender no Mercado”, analisou Edelvino Góes.

Comentários