quinta-feira, 22 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Instituto fundado por Daniel Alves volta a receber verba do governo

Preso na Espanha sob acusação de estupro, Daniel Alves não é mais o presidente do instituto

O Instituto DNA, fundada com o nome e pelo jogador Daniel Alves, atualmente preso na Espanha, voltou a receber verba do governo federal. A decisão foi publicada em novembro, no Diário Oficial da União.

A informação foi publicada pela coluna do Guilherme Amado, no site Metrópoles. De acordo com a publicação, o instituto obteve um fomento de R$ 690.189 da Secretaria Nacional de Esporte Amador, Educação, Lazer e Inclusão Social.

A verba será destinada para promover oficinas de iniciação esportiva no basquete 3×3, em Araraquara, no interior de São Paulo. A respectiva secretaria pertence à estrutura do Ministério do Esporte.

O Instituto DNA havia conseguido fomento para atividades esportivas pela última vez no dia 13 de dezembro do ano passado. Na ocasião, Daniel Alves assinava o extrato da parceria como o presidente da entidade.

Daniel Alves foi preso no dia 20 de janeiro deste ano, sob acusação de estupro contra uma jovem de 23 anos, no fim de dezembro, na Espanha. Recentemente, ele teve seu quarto pedido de liberdade provisória negado pelo Tribunal de Barcelona.

A Organização Não Governamental (ONG) foi fundada pelo jogador com o nome de Instituto Daniel Alves. Após as polêmicas, o local teve o nome mudado para DNA, que seria uma abreviatura do nome do atleta. Atualmente, o documento traz a assinatura de Rodrigo Gomes Valentim como presidente do instituto.

Arquivos