quinta-feira, 22 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Moradores reclamam de falta de água há mais de um mês

Para driblar o problema, moradores precisam recorrer à alternativa de transportar água que é abastecida em outra rua por meio de mangueiras.

Moradores do bairro da Liberdade, em Salvador, reclamam da falta de água há 32 dias na região. Eles relatam que o problema afeta a Rua esplanada, a Travessa Curaçá e Rua Camamu. Para driblar o problema, os moradores precisam recorrer à alternativa de transportar água que é abastecida em outra rua por meio de mangueiras.

Moradora do bairro há 22 anos, a cabeleireira Kelly Passos diz que o recurso de pegar água de outros locais é a única opção de quem mora na região.

“Se não for assim, nem eu e nem ninguém teríamos água. Eu pego pelo prédio de lá da Rua General Salvaget. Boto a mangueira por aqui, ajudo os vizinhos. Um ajuda o outro como pode. São 32 dias sem uma gota de água”, conta Kelly.

A moradora Patrícia afirma que o problema permanece mesmo depois de constantes reclamações à Embasa. “Constantemente aqui fica sem água, geralmente aqui, quando chega, é de madrugada. Já abri diversos protocolos na Embasa. Todos os dias retornam com desculpa diferente. É problema na BR-324, é problema na Bolandeira… Mandou colocar tanque, que foi colocado, pórem não resolve. A conta chega, a gente tem que pagar, mas a água a gente fica sem”, relata.

Uma moradora idosa, que vive na região há 60 anos, diz que também precisa da ajuda de vizinhos e precisa armazenar água em baldes dentro de casa. “Eu uso o balde que tem, encho porque não tem água”, conta.

Kelly Passos relata que o problema foi agravado depois que uma equipe da Embasa foi à rua e fez um serviço. “Vieram aqui tem duas semanas, quebraram a rua e pioraram a situação, parece que trancaram a água e não sai para lugar nenhum”, afirma.

 

Arquivos