quarta-feira, 21 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Na estreia do Barradão em 2024, Vitória vence o Bahia de Feira

Com gol de Osvaldo no início do jogo, rubro-negro chega aos seis pontos no Baianão

Em primeiro jogo no Barradão em 2024, a torcida rubro-negra fez festa para ver de perto a estrela de campeão da série B estampada no peito do time e também a jogada que terminou no gol de Osvaldo. Embalado pela atuação do camisa 11, o Vitória saiu vencedor contra o Bahia de Feira por 1×0, na tarde deste sábado (20), pela 2ª rodada do Campeonato Baiano.

Com o resultado, o Vitória chega aos seis pontos e garante a liderança provisória no torneio. Os únicos times que podem alcançar o Leão nesta rodada são o Jequié, que joga hoje contra o Barcelona de Ilhéus às 18:30, e o Atlético de Alagoinhas, que entra em campo no domingo (21), contra o Bahia.

Se o primeiro jogo do ano serviu como um cartão de visitas positivo para o torcedor rubro-negro, a segunda rodada do torneio teve o papel de confirmar que o Vitória pode ter um caminho diferente na primeira metade do ano e, enfim, não repetir o cenário dos últimos anos, quando sequer conseguiu passar da primeira fase do Baianão. Agora, cabe ao time treinado por Léo Condé, continuar com os resultados positivos para reverter o cenário e colocar o time no caminho certo.

Com seis pontos e a liderança, o rubro-negro terá que fazer as malas e ir à Ilhéus para enfrentar o Barcelona-Ba na próxima quarta (24), às 21h30, no estádio Mário Pessoa. Antes, o Tremendão enfrentará o Itabuna, também no estádio Mário Pessoa, na terça (23), às 20h15.

O Jogo

O técnico Léo Condé não fez mudanças e manteve a escalação que ganhou da Jacuipense por 1×0 na estreia do Campeonato Baiano. Já Oliveira Canindé continuou com a dobradinha de laterais pela esquerda com Alex Cazumba e Arnold, além de promover a entrada de Felipe Macena, no lugar do volante Abuda.

Apesar de estar jogando fora de seus domínios, foi o Bahia de Feira quem teve mais posse de bola no primeiro tempo. A posse, no entanto, não resultou em chances efetivas de gol. Assim como na estreia, o Vitória se defendeu bem, ao mesmo tempo em que pressionava a saída de bola do adversário.

Mesmo com a bola, o Tremendão apostou nas ligações diretas para tentar se aproximar do gol do Vitória. Foi assim que, aos 2 minutos, Vitinho recebeu em profundidade, mas Lucas Arcanjo se adiantou e afastou a bola com os pés.

A resposta dos donos da casa não demorou para chegar. Aos 9, em jogada iniciada por Dudu, Matheuzinho achou Caio Dantas em profundidade, que teve o chute travado por Paulo Paraíba. Na sobra, o camisa 9 serviu Osvaldo, que bateu de primeira para o fundo das redes e fez o 1×0.

Durante o primeiro tempo, o Vitória manteve a solidez defensiva, principalmente com a dupla de zaga já conhecida pelos torcedores e as roubadas de bola dos meio-campistas, com destaque para Dudu. O camisa 21 tanto desarmava quando tinha que defender, quanto avançava para participar da armação.

O único chute ao gol do Leão veio aos 14. Em cobrança de falta, Alex Cazumba cobrou direto, mas Lucas Arcanjo defendeu sem sustos. Com 20 minutos, o jogo esfriou após a parada para atendimento ao goleiro do Vitória. Com isso, o time mandante diminuiu o ritmo e voltou para a partida menos ligado.

O melhor momento dos visitantes foi justamente com a queda física dos rubro-negros. Aos 34 minutos, Ronan, que já foi jogador do Vitória, cobrou falta e Zeca cortou. Na sobra, Cazumba cruzou e Wagner Leonardo afastou novamente. O primeiro tempo só teve tempo para mais uma chegada do Vitória com Osvaldo, que entortou Cleyton, puxou para o meio e bateu de esquerda para fora.

Na volta para o segundo tempo, Léo Condé não fez mudanças na equipe durante o intervalo. Já o técnico Oliveira Canindé colocou o atacante Philip no lugar de Arnold. O início da etapa final começou com o Bahia de Feira partindo para o ataque e o Vitória partindo para aproveitar os contra-ataques.

Durante os 20 primeiros minutos, o Tremendão ocupou mais a área rubro-negra, chegando perto do gol de Lucas Arcanjo com mais frequência. Mas assim como no primeiro tempo, a posse de bola continuou sem resultar em gol.

Percebendo a melhora dos adversários, Léo Condé colocou Lucas Esteves e Rodrigo Andrade, que foram os responsáveis pela melhora do time no segundo tempo. Aos 22 minutos, Lucas Esteves avançou sozinho pelo meio e tocou para Matheuzinho achar, novamente, Caio Dantas, que dominou com a esquerda e bateu forte para fora com o pé não dominante.

Pouco depois, aos 20 minutos, foi a vez de Rodrigo Andrade receber a bola dentro da área. O volante finalizou com a perna esquerda, mas Alan defendeu, impedindo o Vitória de ampliar o placar. Logo em seguida, Zé Hugo entrou na vaga de Caio Dantas, deslocando Iury Castilho para ocupar a vaga do centroavante

Apesar da melhora do rubro-negro, o Bahia de Feira continuou avançando para tentar empatar o jogo. O Tremendão até conseguiu se aproximar, mas as finalizações do time de Feira de Santana, quando não eram travadas, acabavam indo para fora.

Aos 49 minutos, o zagueiro Zulu cobrou falta com força na última chance da partida, mas a bola passou longe do gol. No final, apesar da pressão do Bahia de Feira, o Vitória manteve o controle do jogo para chegar aos seis pontos e conseguir a sua segunda vitória na competição. Dessa vez, em frente à torcida rubro-negra.

FICHA TÉCNICA

Vitória 1×0 Bahia de Feira – 2ª rodada do Campeonato Baiano

Vitória: Lucas Arcanjo, Zeca, Camutanga, Wagner Leonardo e Patric Calmon (Lucas Esteves); Dudu (Rodrigo Andrade), Willian Oliveira e Matheusinho; Osvaldo (Eryc Castillo), Iury Castilho (Mateus Gonçalves) e Caio Dantas (Zé Hugo). Técnico: Léo Condé.

Bahia de Feira: Alan; Felipinho, Zulu, Paulo Paraíba e Cazumba (Jonathan); Cleyton, Macena (Emerson) e Reinaldo (Kaio Leão); Arnold (Phillip), Ronan e Vitinho. Técnico: Oliveira Canindé.

Estádio: Barradão;

Gol: Osvaldo, aos 9 minutos do primeiro tempo;

Cartão amarelo: Iury Castilho, do Vitória;

Público: 11.929 pessoas

Renda: R$ 282.928

Arbitragem: Ezequiel Souza Costa, auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Patrícia dos Reis do Nascimento.

Osvaldo comemora gol marcado pelo Vitória sobre o Bahia de Feira Crédito: Victor Ferreira/EC Vitória

Arquivos