27 de julho de 2021 às 11:55
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Nordeste de Amaralina recebe Caravana da Justiça Social


Publicado em: 28/02/2018 16:05
Por: Da Redação


“Sou do interior e vim aqui na esperança de tirar minha certidão de nascimento. Descobri que posso fazer isso sem precisar viajar para minha cidade. É bom demais!”, comemorou Antônio Reis, 35 anos, morador do Nordeste de Amaralina, em Salvador. Ele estava entre as mais de 400 pessoas presentes na primeira Caravana da Justiça Social deste ano, realizada do Centro Social Urbano (CSU) do Nordeste de Amaralina, nesta quarta-feira (28).
Durante todo o dia, a ação, promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), oferece diversos serviços gratuitos nas áreas de assistência social, direitos humanos, cidadania e acessibilidade, como emissão de RG, Carteira de Trabalho, CPF, segunda via de Certidão de Nascimento, Passe Livre Intermunicipal para pessoas com deficiência, cadastro no Programa ID Jovem e em vagas de emprego por meio do SineBahia. Além disso, a população contou com orientações do Procon, atendimentos do Bolsa Família e dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e de Referência Especializado (Creas).
Segundo o secretário da SJDHDS, Carlos Martins, a caravana é um importante instrumento contra a violência e pela cidadania. “As pessoas associam segurança pública a polícia e armas, mas segurança pública também é oferecer mais serviços como a caravana para o cidadão, para ele se sentir mais perto do estado”, afirmou Martins, que acompanhou ainda a apresentação das crianças do núcleo do Neojiba que funciona no local.
Presente no evento, a coordenadora do CSU Nordeste de Amaralina, Andréia Macedo, expressou a satisfação em ter o mutirão no bairro. “A realização aqui no CSU era um anseio da comunidade e agora podemos ver o resultado. Muitas pessoas chegaram aqui cedo e sairão com o serviço prestado. E o mais importante: de forma gratuita”. O coordenador dos CSUs da SJDHDS, Osmário Santos, e o superintendente dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Sudef), Alexandre Baroni, também marcaram presença na ação.

Comentários