sábado, 24 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Pelourinho recebe cortejo de afoxés nesta quarta-feira (20)

O Pelourinho será palco, nesta quarta-feira (20), às 15h, de um cortejo de afoxés com mais de 30 grupos. O desfile sairá do Terreiro de Jesus e percorrerá as ruas do Centro Histórico de Salvador. A ação integra o projeto “Afoxé Cultura Ancestral”, importante iniciativa para a preservação e reconhecimento cultural desse grupo.

O reconhecimento do desfile de afoxés como patrimônio imaterial do Estado da Bahia, por meio do Decreto nº 12.484 de 2010, ressalta a importância histórica dessas manifestações culturais. No entanto, a ausência de um plano de salvaguarda para esses desfiles, reconhecidos há mais de uma década, destaca a urgência desse projeto para proteger e fortalecer tais expressões culturais.

Um seminário e uma mostra também integrarão o evento que visa a valorização da cultura de matriz africana, elaboração de um plano de proteção do afoxé e preservação desse bem imaterial existente há 138 anos.

O afoxé, com suas raízes profundamente ligadas à matriz religiosa do candomblé, é representado por elementos como oralidade, memória, rituais, formação de irmandades e dos terreiros de candomblé. Mantendo-se vivo por meio de desfiles e ensaios carnavalescos e reconhecido por saudar os orixás, os afoxés reverenciam divindades por meio de músicas, danças e instrumentos específicos.

A culminância do projeto se dará com o seminário no dia 19 de dezembro, às 14h, no Solar Ferrão, no qual serão discutidas políticas públicas voltadas para a cultura. O evento contará com palestrantes, convidados e representantes dos afoxés, além de apresentações musicais e um coquetel com culinária afro-brasileira.

Uma mostra será aberta na mesma ocasião e exibirá adereços e indumentárias de valor cultural para os afoxés, representando a matriz africana e sua ancestralidade. A mostra permanecerá no espaço por dois meses com acesso gratuito.

O projeto realizado pelo Grêmio Comunitário Cultural Olorum Baba Mi conta com a iniciativa do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), que desenvolveu um plano de trabalho de salvaguarda dos desfiles de afoxés e visa o reconhecimento desse grupo.

(Fotos: Divulgação)

Arquivos