30 de julho de 2021 às 14:55
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Posto de saúde e escola são inaugurados


Publicado em: 27/03/2018 14:24
Por: Da Redação


Pelo menos 12 mim famílias serão beneficiadas

Os moradores do recém-inaugurado Residencial das Margaridas, conjunto habitacional do programa Minha Casa, Minha Vida, no Jardim das Margaridas, em Salvador, têm seis meses de casa nova. O sonho da casa, própria, no entanto, veio acompanhado de uma preocupação: saúde e educação.  “Como é distante, médico e escola para as crianças só em Itinga”, comentou a doméstica Elenilda Bernarda Silva, 51, moradora do conjunto.

A preocupação, no entanto, não vai mais tirar o sono de Elenilda e de outras 12 mil famílias do Residencial das Margaridas e localidades próximas. Isso porque todos os moradores, a partir desta terça-feira (27), passaram a contar com atendimento clínico e dentário na nova Unidade de Saúde da Família Jardim das Margaridas. Além disso, pelo menos 900 crianças, do 1° ao 9° ano, vão poder estudar na Escola Municipal Jardim das Margaridas. Os equipamentos, construídos dentro do Minha Casa, Minha Vida, já começaram a funcionar.

“Pra mim é uma benção enorme. Acho que para todo mundo aqui na região. Antes, a gente precisava ir quase lá em Lauro de Freitas para ter médico e escola. Hoje, a gente chega rápido e vai ser atendido como merecemos. Não tem nada que pague isso, eu estou muito feliz”, disse ao CORREIO Elenilda, que mora no conjunto com o marido, dois filhos e o neto de 3 anos.

Durante a cerimônia de inauguração, o prefeito ACM Neto salientou a importância de levar saúde e educação para pessoas que moram distantes do Centro. “Nossa preocupação, agora, é que estas estruturas, além dos moradores, possam até ser também a pessoas de outros lugares”comentou ele, acrescentando que é necessário levar os serviços públicos para próximo da população.

Ainda conforme Neto, o investimento foi de R$ 5,9 milhões na escola – que 14 salas de aula, refeitório, área externa, depósito, cantina, dispensa, copa, diretoria, brinquedoteca  e espaço para leitura distribuídos de 3.243,30 metros quadrados.

Para o secretário municipal de Educação, Bruno Barral, a Escola Municipal Jardim das Margaridas é uma conquista da população. “É um instrumento construído do zero e que não deve absolutamente nada e qualquer escola estadual ou mesmo as privadas. Nossas crianças têm todo ensino de qualidade que necessitam”, salienta.

E se perguntar à pequena Mariana da Silva, 9, a melhor coisa de sua nova escola, de prontidão, ela enumera: “primeiro o ensino. Eu adoro meus professores, minha sala de aula, também adoro a quadra e a biblioteca”, diz, em tom acelerado. A garota mora com a família no residencial há seis meses e comemora a conquista. “Minha mãe comenta que agora ela nem precisa parar o que está fazendo pra ir me buscar na escola, posso vir sozinha, conta, aos risos.

Mais saúde
A Unidade de Saúde de Família de Jardim das Margaridas deve atender até 460 pessoas por dia. De acordo com o secretário municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, os moradores já têm conhecimento, inclusive, de quais profissionais fara o atendimento.

“Os moradores já conheceram os enfermeiros, os técnicos, ou seja, já há uma relação estabelecida entre eles. A parte de hoje, estão autorizadas as marcações de consultas e os cartões de vacinas também já foram distribuídos”, disse o secretário.

A dona de casa Marina Costa, 56, já não aguentava mais ter que se deslocar até Vila de Abrantes para pegar seus remédios de pressão. Segundo ela, que já era moradora de outra região do bairro, os moradores nunca tiveram “saúde fácil”.

 “A gente aqui sempre viveu esquecido, então eu fico até me beliscando às vezes pra ver se é isso mesmo. Sabe o que é você olhar para os lados, sentir uma dor, e não ter pra onde ir? É muito triste”, lembra ela. E completa: “a gente agora tem que prezar pela escola e pelo posto, porque são coisas feitas para nós mesmos, temos que ser muito gratos por isso”, conclui Marina.

Ainda segundo Alves, três equipes de saúde de família, e outras três de saúde bucal farão o atendimento integral, em jornada de trabalho de 40 horas semanais, às 1.880 unidades habitacionais do local. Salas laboratoriais, de atendimento médico, de enfermagem e odontológica fazem parte da unidade.

A construção USF , conforme o secretário, é fruto de reivindicações da comunidade. Cerca de 19 profissionais, entre médico generalista, cirurgião dentista, auxiliar de saúde bucal, enfermeiro, técnico de enfermagem e assistente administrativo compõe as equipes.

Morar Melhor
Não muito distante dali, minutos antes, em uma região do bairro de Itinga – que faz divisa com ca capital baiana -, o prefeito ACM Neto assinou ordem de serviço para a reforma de 200 casas, por meio do programa municipal Morar Melhor, que, conforme prefeitura, já reformou 14 mil casas em Salvador e Região Metropolitana (RMS).

A primeira felizarda a ver a casa novinha em folha, a dona de casa Verena Cerqueira, 28, já não aguentava mais ter que aparar a goteira que caia dentro de casa em função do telhado quebrado. “É um sonho que eu não tenho nem palavras para te dizer. Pinggava todos os dias. Então eu só tenho a agradecer por essa bênção”, contou ela ao CORREIO. Nascida e criada em Itinga, Verena comentou que todos os reparos foram feitos em um espaço de tempo de dois dias. Todo reboco, além do telhado e pitura foram restaurados.

Em seu discurso, Neto disse comentou que programas como o Morar Melhor não foram feitos para bairros centrais e, sim, os que estão “à margem” da capital. “Esse programa nunca vai reformar casas na Graça, Barra, Ondeina e Pituba. Não, o programa é feito para os mais pobres, para quem realmente precisa”, reiterou o prefeito, acrescentando que a previsão é de que até 2020 40 mil imóveis sejam reformados.

Comentários