quarta-feira, 21 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Prefeitura reconstruirá escola em Paripe com piscina

Obra custará R$ 20 milhões

O clima carnavalesco já toma conta da cidade, mas outro motivo fez os moradores de Paripe entrarem em festa nesta quarta-feira (7). A Prefeitura de Salvador iniciou no bairro a reconstrução da Escola Municipal Ernesto Mourão de Sá.

A obra custará R$ 20 milhões e teve ordem de serviço assinada pelo prefeito Bruno Reis e pelo titular da Secretaria Municipal da Educação (Smed), Thiago Dantas.

A nova unidade terá capacidade para atender 770 alunos por turno e terão 22 salas climatizadas, além de piscina para natação.

“As imagens do antigo edifício ficarão no passado e darão lugar a uma estrutura que será uma das maiores e mais bonitas de Salvador. Uma obra como essa não poderia ter sido em outro lugar do que no Subúrbio da cidade”, destacou Bruno Reis.

A Ernesto Mourão de Sá terá 4,6 mil metros quadrados de área construída e também vai contar com ambientes decorados, salas para curso técnico, sistema de reutilização de água pluvial e captação de energia solar, auditório, quadra de esporte, parque infantil, sala de AEE e elevador.

Além disso, haverá recreio coberto e descoberto, depósito de merenda, sala de leitura, depósito de material didático, sanitários PCD, dentre outros equipamentos para garantir o aprendizado dos estudantes, conforto e segurança de toda a comunidade escolar.

Bruno Reis lembrou que 86% dos recursos da Prefeitura são investidos nas áreas mais carentes da cidade. “Só em Paripe, inauguramos uma grande escola no final do ano passado (Visconde de Cairu). Outras duas unidades de ensino estão sendo construídas no bairro”, salientou.

O secretário Thiago Dantas reforçou o compromisso da rede para qualificação estrutural das escolas da cidade, afirmando que a reconstrução da Ernesto Mourão de Sá estava prevista desde o último ano letivo: “Existia uma demanda por parte de toda a comunidade de que a gente pudesse fazer uma intervenção grande aqui. O novo espaço poderá atender até 770 por turno, o que vai agregar bastante para melhoria do aprendizado, engajamento e fortalecimento do vínculo dos cidadãos com a escola”.

Após a obra, a unidade, que atualmente oferta apenas o Fundamental II, poderá atender outros segmentos. “Vamos avaliar melhor estratégia e fazer formação de turmas que mais atendam a necessidade da comunidade do entorno”, frisou Dantas.

Diretor da Escola Municipal Ernesto Mourão de Sá há dois anos, Lucas Oliveira de Santana celebrou a reconstrução do equipamento. “Essa escola é muito tradicional no bairro. Ela foi construída pela Marinha há cerca de 40 anos e depois foi cedida para o poder público municipal, mas o tempo passou e a estrutura precisava realmente ser renovada. Até o Fundamental I, que existia, teve que ser tirado porque não havia mais condições de atender à demanda”, explicou.

Aluno do 8º ano, Miguel Lucas Guimarães, 13, lembra dos problemas estruturais da escola. “Minha sala de aula tinha dois ventiladores, mas apenas um funcionava. Era um calor danado. Fiquei bastante contente em saber que teremos um lugar confortável e com ar-condicionado. Eu gosto bastante de ir para a escola, de conversar com meus colegas e da merenda que também é muito boa”.

Prefeito Bruno Reis vistoriou obra Crédito: Betto Jr. / Divulgação

Arquivos