domingo, 19 maio, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

PT elege 6 prioridades na Bahia para eleições de 2024; saiba cidades

Candidaturas próprias da sigla em municípios-polo do interior deverão receber maior carga

O PT já tem claras as suas prioridades nas eleições de 2024. Hoje com 208 pré-candidatos a prefeito nos 417 municípios da Bahia, a tendência é que o partido chegue a julho, no encerramento das inscrições das candidaturas, com no máximo 130 postulantes a prefeituras do interior, conforme apuração do Portal A TARDE.

As pré-candidaturas das quais o PT não abre mão de jeito nenhum, além das tentativas de reeleição, são as já lançadas em Feira de Santana, com o deputado federal Zé Neto; Vitória da Conquista, com o deputado federal Waldenor Pereira; Camaçari, com o ex-prefeito Luiz Caetano; Juazeiro, com o ex-prefeito Isaac Carvalho; Ilhéus, com a ex-secretária estadual Adélia Pinheiro; e Barreiras, com o ex-deputado federal Tito Cordeiro

Esses municípios, todos integrantes do grupo dos 10 maiores do estado, são considerados fundamentais para a legenda no pleito deste ano, segundo confessou ao Portal A TARDE um interlocutor próximo à direção estadual do PT.

As decisões acerca das prioridades do PT ainda não foram publicadas, mas devem ser aprovadas nas instâncias oficiais do partido até julho.

Feira de Santana, Vitória da Conquista e Camaçari aparecem naturalmente nessa lista, por serem municípios de grande população, habilitados inclusive para uma possível disputa em segundo turno.

A meta apurada pelo Portal A TARDE é que, terminadas as eleições, a federação Brasil da Esperança — formada por PT, PCdoB e PV — some 80 prefeitos na Bahia, se estabelecendo como segundo ou terceiro partido em número de prefeituras no estado.

Em 2020, a sigla elegeu 32 prefeitos em todo o estado da Bahia, ficando atrás do PSD, com 108 eleitos; do PP, com 92; e do DEM (atual União Brasil), com 37. Somando as prefeituras conquistadas pelo PCdoB (16), a federação teve 48 gestores municipais vitoriosos no último processo eleitoral.

Contextos

A pré-candidatura de Zé Neto em Feira aposta na avaliação ruim que a população faz da administração do atual prefeito, Colbert Martins (MDB), para assim emplacar um discurso de mudança que embale o petista rumo ao Paço Municipal.

Em Conquista, o petismo já enfrentou a primeira derrota. Waldenor Pereira esperava contar com o apoio do MDB, mas os aliados a nível estadual não abdicaram da pré-candidatura de Lúcia Rocha (MDB), vereadora com trabalho longínquo no município, e devem se tornar adversários na disputa conquistense.

Luiz Caetano, experiente ex-prefeito de Camaçari, deve enfrentar a juventude do candidato do prefeito Elinaldo Araújo (União Brasil), Flávio Matos (União Brasil), em um disputa dura pelo comando de uma das cidades mais ricas do estado.

Já em Juazeiro, o PT já emplacou uma vitória: a declaração de elegibilidade do ex-prefeito Isaac Carvalho, que pretende representar o petismo nas eleições municipais. Ele ainda precisa convencer o PCdoB, que tem a pré-candidatura do deputado estadual Zó, e o PV, do também deputado estadual Roberto Carlos, para confirmar seu nome na disputa.

A “menina dos olhos” do partido para 2024 na Bahia é a ex-secretária estadual Adélia Pinheiro, que lançou sua pré-candidatura a prefeita de Ilhéus no último sábado, 27, com a presença do senador Jaques Wagner. A ideia é que, em breve, outras grandes lideranças petistas do estado, como o ministro Rui Costa e o governador Jerônimo Rodrigues, visitem o município, para fortalecer o nome da postulante.

Por fim, o PT deseja também surpreender em Barreiras, no oeste do estado. A legenda filiou, no final de 2023, o ex-deputado federal Tito, que se encontrava no Avante, justamente para lançá-lo à prefeitura da cidade. Antes ligado ao bolsonarismo, o ex-parlamentar deve defender no município o grupo do governador Jerônimo e do presidente Lula.

Adélia Pinheiro é a menina dos olhos do PT no sul da Bahia – 

Arquivos