quarta-feira, 24 julho, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Secretária inspeciona unidades de saúde em Salvador e Lauro de Freitas

Hospitais têm registrado aumento no número de internações motivadas pela alta nos casos de SRAG e dengue

A secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana, vistoriou, nesta quarta-feira, 1, o Hospital 2 de Julho, em Salvador, e o Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas, unidades da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) que têm registrado aumento no número de internações motivadas pela alta nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e dengue.

De acordo com Santana, o Governo da Bahia, através da Secretaria de Saúde do Estado, acompanha os números e já planeja ações para seguir reforçando a assistência nos 417 municípios baianos.

“Hoje nós temos uma sobrecarga na rede hospitalar, principalmente na pediatria, fruto da sazonalidade da SRAG e também dessa crescente no número de casos de dengue. Estamos reforçando a assistência e seguiremos qualificando e ampliando o atendimento para esses agravos. Então, aproveitei o feriado do Dia do Trabalho para acompanhar o funcionamento do Hospital Estadual 2 de Julho e do Hospital Metropolitano para avaliar o atendimento e as condições das unidades. Conversei com pacientes e funcionários sobre como podemos melhorar o atendimento e assim, cuidar cada vez melhor da nossa população. Fico muito feliz em encontrar profissionais comprometidos com o trabalho, vamos juntos unir esforços para vencer mais esse desafio na saúde”, destacou.

Diretora do Hospital 2 de Julho, Zorilmar Santana ressaltou que, atualmente, a unidade conta com 259 leitos, sendo 30 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica e 70 UTI adulto.

“Essa vistoria da secretária Roberta Santana é extremamente importante para ver de perto mesmo os esforços e os resultados que estão sendo alcançados da gestão como todo dessa parceria entre a Fabamed e a Secretaria de Saúde do Estado. Então, é extremamente gratificante receber a comitiva da Sesab para que a gente consiga construir também novos planejamentos para, cada vez mais, atender melhor a população”, avaliou.

Casos

Dados da diretoria de Vigilância Epidemiológica da Bahia mostram que, somente em 2024, foram notificados 3.259 casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) hospitalizados, um aumento superior a 11,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os números de dengue também chamam a atenção. Neste ano, a Bahia já registrou 169.758 casos da doença, um incremento de 736,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Atualmente, a Bahia possui uma taxa de letalidade da dengue de 2,9%, menor do que a média nacional.

Ao todo, foram confirmados 56 óbitos por dengue nos municípios de Vitória da Conquista (12), Feira de Santana (4), Jacaraci (4), Juazeiro (4), Piripá (3), Barra do Choça (2), Caetité (2), Coaraci (2), Encruzilhada (2), Palmas de Monte Alto (2), Santo Antônio de Jesus (2), Bom Jesus da Lapa (1), Caculé (1), Caetanos (1), Campo Formoso (1), Caraíbas (1) Carinhanha (1), Guanambi (1), Ibiassucê (1), Ipiaú (1), Irecê (1), Luís Eduardo Magalhães (1), Macaúbas (1), Maraú (1), Santo Estevão (1), Seabra (1), Tanque Novo (1) e Várzea Nova (1). Os quatro últimos óbitos foram registrados em residentes de Feira de Santana, Macaúbas, Palmas de Monte Alto e Vitória da Conquista.

Vacinação

Diante do panorama, os baixos índices de vacinação na Bahia contra a influenza ainda preocupam. Dados do painel de vacinação do Ministério da Saúde apontam que a cobertura vacinal para o agravo no Estado gira em torno de 18,49%, com 886.592 doses aplicadas. O Ministério da Saúde anunciou neste 1° de maio a ampliação na campanha de vacinação contra a influenza. A partir de agora, a imunização é recomendada para toda a população a partir dos 6 meses.

Já para a vacina contra a dengue, a situação é relativamente melhor, mas ainda requer que a população continue atenta. Um levantamento realizado pela Sesab apontou que todas 120.022 doses de vacina contra a dengue com prazo de validade até 30 de abril foram aplicadas antes do vencimento. Todo o estoque foi zerado na última segunda,29.

Nesta semana, o estado recebeu mais 67.087 doses da vacina contra a dengue, a ser distribuída para 115 municípios, conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Com esta entrega, a Bahia contabiliza 237.556 doses recebidas, tendo como público-alvo da imunização a faixa etária de 10 a 14 anos.

Governo monitora casos de doenças – 

Arquivos