domingo, 25 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Setor de hotelaria registra ocupação de 61% em Salvador em 2023

Os números constam na Pesquisa Conjuntural de Desempenho

O setor de hoteis em Salvador encerrou o ano de 2023 com uma ocupação média de 61,19%, resultado acima do que foi registrado em 2022 (57,18%), e no mesmo patamar do período pré-pandemia (62,49% em 2019). O resultado aconteceu por conta do crescimento da ocupação no segundo semestre do ano (64,81%), período no qual a ocupação superou as taxas do mesmo período na pré-pandemia (63,43% no segundo semestre de 2019).

O valor médio da diária foi de R$ 543,22, crescimento expressivo se comparado ao ano anterior (R$ 452,64) ou a do período pré-pandemia (R$ 290,78 em 2019), o que garantiu um Revpar (indicador utilizado na hotelaria que expressa a evolução da ocupação e diária) de R$ 332,39 em 2023, 28,4% superior à de 2022 (R$ 258,82) e 82,9% maior que a de 2019 (R$ 181,71), em ambos casos superior ao aumento real de preços.

Em dezembro do ano passado seguiu a tendência de alta do segundo semestre com taxas de ocupação de 63,81%, acima do resultado do mesmo período de 2022 (60,09%) e 2019 (60,15%). Da mesma forma, a diária média de dezembro de 2023 (R$ 651,75) ficou 20,7% acima da média de dezembro de 2022 (R$ 540,08). Se retirar da amostra os hotéis de luxo, chega-se a uma diária de R$ 488,78 para esse período.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o número de passageiros internacionais no aeroporto de Salvador teve um crescimento de 59% entre janeiro e novembro de 2023, em relação ao mesmo período do ano anterior; e o número de passageiros domésticos cresceu 9,9% no mesmo período, o que representa um avanço significativo e decorrente do progressivo aumento da oferta de voos.

O setor de eventos e turismo corporativo tiveram um papel importante no desempenho do turismo e hotelaria, sobretudo no segundo semestre. Somente o Centro de Convenções Salvador, inaugurado um pouco antes da pandemia, sediou 150 eventos e recebeu cerca de 400 mil visitantes em 2023.

Os números fazem parte da Pesquisa Conjuntural de Desempenho (Taxinfo), realizada pela ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, seções Bahia e Brasil. O levantamento é digital e os dados são fornecidos diariamente pelos hotéis ao Portal Cesta Competitiva.

Verão

De acordo com Wilson Spagnol, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, seção Bahia – ABIH-BA, a hotelaria está otimista para o verão deste ano, pois todos os polos turísticos da Bahia estão sendo muito procurados pelos viajantes que buscam o descanso de sol e praia, mas também à diversidade cultural e histórica que a Bahia oferece.

“Para 2024 esperamos que seja de alta para o setor. Acredito que a força do produto turístico Bahia, com suas 13 regiões turísticas, seus mais de 1.100 kms de praias paradisíacas, riquíssima cultura, gastronomia variada e equipamentos hoteleiros de primeira qualidade, continuam sendo um grande apelo na preferência dos turistas, que combinado com um momento de aumento da confiança dos consumidores, deve levar a um aumento na demanda por viagens, incluindo viagens para a Bahia”, destaca o presidente da entidade.

Foto: Divulgação.

Arquivos