quarta-feira, 28 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Vitória espera julgamento e torce por time reforçado na final

Além de Mancini, Yago, Kanu, Rhayner e Denilson torcem por liberação

O Vitória perdeu a vantagem de poder empatar no jogo de volta da final do Campeonato Baiano, domingo (8), às 16h, no Barradão. Mas, dos males, o menor. Como perdeu por apenas um gol de diferença, ao rubro-negro basta um triunfo simples para levantar o caneco do estadual. Antes da bola rolar, no entanto, o time vive outra expectativa: a de conseguir liberação dos atletas punidos pela confusão no Ba-Vi da primeira fase, que teve em birga generalizada. Um novo julgamento foi marcado para o dia 6 de abril.

Na data, os recursos solicitados por Bahia, Vitória e a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA), vão ser julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro. O rubro-negro vive a expectativa de poder contar com quatro atletas punidos,o zagueiro Kanu, o atacante Denilson e os meias Yago e Rhayner, além de poder ter a presença do técnico Vagner Mancini à beira do campo. Todos ficaram fora do jogo de ida, na Fonte Nova, quando o Bahia venceu por 2×1.

“Com certeza sentem falta. As decisões passam pelo Mancini. Tudo o que decidimos, em termos de estratégia, passa por ele. Seria ótimo se ele estivesse ali. Mas é o que temos, e é dessa forma que vamos encarar o segundo jogo”, finalizou.

Atual campeão baiano invicto, o Leão está em busca do tricampeonato.

Arquivos