domingo, 19 maio, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Vitória perde para o Botafogo e sai em desvantagem na Copa do Brasil

Leão tentará dar o troco na partida de volta, no Barradão, para avançar às oitavas da competição

O Vitória largou em desvantagem na terceira fase da Copa do Brasil. O Leão até teve um início animador diante do Botafogo, com uma boa atuação. Mas caiu de ritmo após substituições no rival e acabou sofrendo o 1×0 no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, na noite desta quinta-feira (2). O gol da partida foi marcado por Eduardo, aos 19 minutos do 2° tempo.

Esse foi o quinto jogo seguido do rubro-negro sem ganhar nesta temporada. A última vitória aconteceu no dia 31 de março, sobre o Bahia, durante as finais do Campeonato Baiano.

Agora, o Leão voltará a encontrar o Glorioso no dia 21, para o confronto de volta. O duelo será no Barradão, às 19h. Para avançar de fase, a equipe terá que derrotar o adversário por dois gols ou mais de diferença. Um triunfo por um gol de vantagem leva a decisão para os pênaltis. Já empate ou derrota dá a classificação ao alvinegro carioca.

Antes disso, o Vitória terá que mudar a chave para o Brasileirão. O próximo compromisso do time será neste domingo (5), às 16h, em casa, contra o São Paulo. A partida será válida pela 5ª rodada da Série A.

O jogo

Para enfrentar o Botafogo, o Vitória teve uma série de mudanças, incluindo os retornos de Camutanga e Dudu, recuperados de problemas físicos. Além disso, o técnico Léo Condé optou por colocar Zeca como terceiro zagueiro, e promoveu as entradas de Willean Lepo e Jean Mota entre os titulares, deixando Osvaldo no banco.

O Leão respondeu à mudança na formação. O time conseguiu atrapalhar os planos do Botafogo, que, com uma equipe alternativa, mostrava dificuldades e pouco conseguia pressionar. Aos poucos, o Vitória foi arrumando formas de incomodar o anfitrião, criando boas chances na etapa inicial.

A primeira chegada rubro-negra veio aos 9 minutos. Matheuzinho saiu em velocidade pela esquerda e cruzou rasteiro na área do Botafogo. Alerrandro se antecipou, mas foi atrapalhado pela marcação e mandou para fora. Aos 17, William Oliveira chegou até a área, limpou Mateo Ponte e bateu, mas Halter ficou na frente da bola e salvou o Glorioso.

O Leão voltou a ter uma ótima oportunidade aos 26, quando Matheuzinho cobrou escanteio na área alvinegra e Camutanga ficou com a sobra. Mas o zagueiro não conseguiu dominar, e Patrick de Paula tirou o perigo a tempo.

Já o Botafogo pouco assustou na etapa. Em um dos momentos, Hernández avançou na intermediária e lançou para Luiz Henrique na grande área. Mas Lucas Arcanjo, ligado, se antecipou e defendeu, aos 31. Dois minutos depois, Jean Mota respondeu para o rubro-negro. Ele pegou uma sobra após escanteio na entrada da área, mas isolou por cima do travessão.

Aos 44, mais uma ótima chance para o Vitória. Lepo driblou dois pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou para o meio. Patric Calmon ajeitou e Alerrandro chutou, mas a bola explodiu na defesa. A redonda ainda voltou para o camisa 9 na marca do pênalti, mas Patrick de Paula fez o desarme em um carrinho.

O segundo tempo começou animado. A partida ganhou mais dinamismo ofensivo, com as duas equipes criando bons lances para abrir o placar. O Leão tentou com Dudu, em chute colocado para fora, e Zeca, em finalização defendida por John. Já o Botafogo apareceu aos 6 minutos, quando Cuiabano recebeu pela esquerda, viu Lucas Arcanjo adiantado e bateu em direção ao gol. Mas o goleiro se recuperou e defendeu.

No minuto seguinte, o visitante perdeu uma oportunidade inacreditável. Matheuzinho saiu em liberdade e percebeu Dudu livre na área. Só que o volante, que ficaria de cara para o gol, escorregou.

Percebendo o Vitória superior em campo, o técnico Artur Jorge fez uma série de mudanças no Botafogo. E deu certo. O alvinegro cresceu na partida e passou a dominar. Depois de ver Arcanjo defender finalização de Jeffinho, o Glorioso abriu o placar aos 19 minutos, em um golaço. Romero surgiu em uma troca de passes rápidos pelo meio, avançou e acionou Eduardo. O camisa 33 tabelou com Jeffinho, recebeu livre na área e bateu na saída do goleiro do Vitória: 1×0.

O gol foi um baque para o Leão, que passou a ter dificuldades em jogar e pouco conseguiu agredir ofensivamente. Já o Botafogo continuou pressionando e acumulando chances. Chegou ainda a balançar as redes outras duas vezes, com Júnior Santos e Savarino, mas os lances foram anulados por impedimento.

Ficha técnica

Botafogo x Vitória – 3ª fase da Copa do Brasil (jogo de ida)

Botafogo: John, Ponte (Damián Suárez), Halter, Alexandre Barboza e Cuiabano; Gregore, Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Luiz Henrique (Júnior Santos) e Jeffinho; Diego Hernández (Óscar Romero) e Eduardo (Savarino). Técnico: Artur Jorge.

Vitória: Lucas Arcanjo, Willean Lepo (Osvaldo), Zeca, Camutanga (Bruno Uvini) e Wagner Leonardo e Patric Calmon; Willian Oliveira, Dudu e Jean Mota (Janderson); Matheuzinho e Alerrandro (Luiz Adriano). Técnico: Léo Condé.

Local: estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro;

Gols: Eduardo, aos 19 minutos do segundo tempo;

Cartão amarelo: Gregore e Danilo Barbosa, do Botafogo;

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira, auxiliado por Neuza Inês Back e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (trio de SP);

VAR: Wagner Reway (ES)

Vitória foi derrotado pelo Botafogo no Nilton Santos Crédito: Victor Ferreira/EC Vitória

Arquivos