29 de junho de 2022 às 13:32
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Aeroporto de Salvador é o primeiro do Brasil a conquistar acreditação em carbono nível III


Publicado em: 25/05/2022 15:12
Por: Redação Bahia Municipios com Agências Foto: Divulgação


Certificação é concedida pelo Conselho Internacional de Aeroportos (ACI)

O aeroporto de Salvador (Salvador Bahia Airport) é o primeiro do Brasil a conquistar a Acreditação em Carbono (Airport Carbon Accreditation) em terceiro nível, concedida pelo Conselho Internacional de Aeroportos (ACI). Esse reconhecimento vai além dos esforços do aeroporto para reduzir suas próprias emissões de carbono, pois o Conselho leva em consideração o plano de engajamento com parceiros de negócios, comunidades e terceiros. Essa conquista resulta de um trabalho feito pela VINCI Airports globalmente em direção à descarbonização da aviação.

Através do programa Airport Carbon Accreditation, o ACI avalia e reconhece de forma independente os esforços dos aeroportos para gerenciar e reduzir suas emissões de carbono por meio de 6 níveis de certificação: ‘Mapeamento’, ‘Redução’, ‘Otimização’, ‘Neutralidade’, ‘Transformação’ e ‘Transição’. A VINCI Airports incentiva e orienta os seus aeroportos a alcançar essa certificação, além de desafiá-los a reduzirem as suas emissões de carbono pela metade até 2030.

Para alcançar essa certificação, inédita para um aeroporto no Brasil, foi desenvolvido um programa de engajamento com os subconcessionários e parceiros – incluindo lojistas, companhias aéreas, equipes de serviços auxiliares – que tem operações no Aeroporto. Foram realizadas reuniões para conscientização ambiental e incentivo a esses terceiros a mapear suas emissões de carbono e adotar medidas para redução.

Alessandra Reis, coordenadora de Meio Ambiente do Salvador Bahia Airport, disse: “Dando seguimento ao compromisso da VINCI Airports com a descarbonização, continuaremos inovando e atuando para a transição ambiental. Os próximos passos são extrair água dos resíduos orgânicos e começar a reutilizar a água dos testes obrigatórios dos bombeiros”.

Comentários