domingo, 19 maio, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Bahia registra 12.482 novos postos com carteira assinada em março

É o terceiro mês seguido com saldo positivo no estado

A Bahia registrou 12.482 novos postos de trabalho em março de 2024, sendo 86.774 desligamentos e 74.292 admissões. Os dados são do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e marcam o terceiro mês seguido com saldo positivo.

O dado apresentou crescimento de 32,3% em comparação com o mês anterior, quando a Bahia registrou 9.433 novos postos de trabalho. Com o saldo de março, a Bahia passou a contar com 2.077.441 vínculos celetistas ativos, uma variação de 0,60% sobre o quantitativo do mês imediatamente anterior.

Salvador registrou um saldo de 3.595 postos de trabalho celetista, com 653.662 vínculos – um aumento de 0,55% sobre o montante de empregos existente em fevereiro.

No mês, o Brasil computou um saldo de 244.315 vagas, enquanto o Nordeste registrou 16.037 novos postos – representando variações relativas de 0,53% e 0,21% comparativamente ao estoque do mês anterior, respectivamente. A Bahia (+0,60%), portanto, de fevereiro a março, exibiu um aumento relativo do estoque de vínculos maior do que o do país e do que o da região nordestina.

Em termos gerais, a Bahia, com 12.482 novos postos, ficou em sétimo lugar no ranking de maiores saldo do país. Em termos relativos, com variação percentual de 0,60%, situou-se na 11ª posição.

No agregado dos três primeiros meses de 2024, levando em conta a série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, a Bahia preencheu 25.146 novas vagas – aumento de 1,23% em relação ao total de vínculos celetistas do começo do ano. O município de Salvador, por sua vez, registrou 17.979 novos postos no período (variação positiva de 2,83%).

Segundo o especialista em produção de informações da SEI, Luiz Fernando Lobo, vale destacar que “a geração de postos de trabalho com registro em carteira continua surpreendendo em 2024 na Bahia, visto que o saldo acumulado de janeiro a março deste ano, com pouco mais de 25 mil novos postos, supera o resultado para o mesmo conjunto de meses do ano passado, quando 22.056 novos vínculos empregatícios foram estabelecidos”.

O setor de serviços foi o que mais registrou saldo positivo – 

Arquivos