29 de junho de 2022 às 12:32
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Cardápio Junino saudável e sem exageros


Publicado em: 21/06/2022 17:37
Por: Redação Bahia Municipios com Agências Foto: Divulgação


No Nordeste, junho é considerada a melhor época do ano para muita gente, principalmente, pela culinária típica. Canjica, mungunzá, pamonha, bolo de tapioca, pé de moleque, milho e amendoim cozido são algumas iguarias bem características deste período e que fazem parte da tradição.  A professora do curso de Nutrição da Unijorge, Ana Paula Goulart, explica que muitos destes ingredientes trazem benefícios à saúde, como o milho que é rico em fibras, que ajudam a regular o ritmo intestinal, a controlar o colesterol e a dar mais saciedade, tem função energética e por ter baixo índice glicêmico, previne grande aumento do açúcar no sangue.

Outro ingrediente muito consumido é o amendoim,  que também é rico em fibras, possui gorduras boas (ômega 3 e ômega 6) e diversos minerais como zinco, manganês, magnésio, cálcio e fósforo, o que ajuda no reforço da imunidade e no fortalecimento dos músculos e ossos. Ajuda a prevenir o envelhecimento (combate radicais livres), doenças do coração e a manter a glicemia. A nutricionista indica a escolha de produtos com amendoim que contenham o selo “pró amendoim”, pois assegura o produto isento de contaminação e garante a qualidade. O coco, presente em muitas preparações, tem gorduras boas, ajuda a promover saciedade e a auxiliar no emagrecimento e na vontade de comer doces. Possui bastante minerais principalmente potássio, cloro, fósforo.

Para aproveitar o melhor destes ingredientes e saborear sem culpa as delícias tradicionais juninas, a professora indica que o ideal é fazer as preparações em casa, pois dá para adaptar diversas receitas, com a substituição do leite integral por desnatado, redução na quantidade de açúcar e sal, escolha de produtos in natura, sem aditivos químicos. Uma sugestão é preferir o milho na espiga (cozido/assado) ou na forma de pipoca, pois os bolos e canjicas são acrescidos de outros ingredientes que os tornam mais calóricos. Para os que amam amendoim cozido, uma dica é fazer porções do produto em um copo ou xícara para ter consciência da quantidade ingerida. É bom evitar os alimentos mais calóricos, ricos em leite condensado, açúcares e manteiga. O excesso de açúcar combinado ao sedentarismo pode causar a longo prazo diversas doenças como obesidade, diabetes, gordura no fígado, o que acarreta numa diminuição da qualidade de vida e acelera o envelhecimento. A profissional ressalta também que em caso de comprar o produto pronto, a pessoa deve ficar atenta aos ingredientes, validade e procedência.

Os tradicionais licores também merecem uma atenção especial.  A bebida típica é feita de frutas, calda de açúcar e cachaça, que tem um teor alcoólico de 38% a 48%, e como qualquer bebida alcoólica, tem efeitos prejudiciais à saúde. Vale observar que por ser uma bebida doce, consumida em pequenas doses, a pessoa pode não ter noção da quantidade e ter uma intoxicação alcoólica, então o consumo deve ser sempre controlado.

O segredo para aproveitar de forma mais saudável é não abusar nas quantidades, e para isso, a pessoa pode consumir algo nutritivo antes (salada ou sopa com uma fonte de proteína), para assim aumentar a saciedade, não aumentar tanto a glicemia e ajudar na ingestão de porções menores, isso vale principalmente para comidas que têm bastante açúcar como canjica, curau, arroz doce e mungunzá e bebidas.

 Ana Paula ressalta, “aproveite o São João e coma as preparações com prazer e equilíbrio, é uma data que faz parte da nossa cultura e a culinária tem um papel importante na memória afetiva. E se por acaso exagerar, volte à rotina normal, se hidrate bastante, faça exercícios, consuma mais hortaliças que aos poucos a retenção desse período vai diminuindo”.

Comentários