7 de julho de 2022 às 13:14
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Em dois anos, Ronda Maria da Penha realiza mais de três mil fiscalizações


Publicado em: 02/06/2022 14:45
Por: Redação Bahia Municipios com Agências Foto: Divulgação


A unidade atende 157 mulheres e ajudou a reduzir os números de feminicídios na cidade para zero.

Acompanhar de perto os passos de agressores de mulher para que eles não desrespeitem as normas impostas pela Justiça, com o intuito de proteger ainda mais ainda as vítimas de violência é um dos papéis fundamentais da Operação Ronda Maria da Penha (ORMP) de Jequié. Esta e outras ações da unidade apresentam números positivos durante os dois anos de atuação no município

Liderada pela tenente Patrícia Oliveira, a unidade já realizou ao longo dos dois anos mais de três mil fiscalizações de medidas protetivas, muitas delas reforçando para o agressor a finalidade da ordem judicial.

“Alguns homens recebem o ordenamento, mas não acreditam que aquilo possa causar nenhum problema. Eles não sabem que, além de proteger a mulher vítima das agressões, nós também atuamos como uma unidade fiscalizadora, sempre reforçando que, caso ele descumpra aquele procedimento, ele pode ser conduzido e autuado”, contou a oficial.

Desde a implantação da unidade no município, a cidade de Jequié registra queda nos números de feminicídio. Em 2020, por exemplo, o município registrou três casos. Já em 2021 declinou para dois e em 2022, até o mês de Abril, o nenhum caso foi registrado.

A ORMP assiste 157 mulheres vítimas de todos os tipos de violência,  agressões físicas, verbais, psicológicas e sexuais. A unidade também já realizou cerca de sete mil abordagens a pessoas.

Ações preventivas

Um dos principais focos da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, as ações sociais são aliadas importantes para a prevenir a violência contra a mulher na cidade, segundo Oliveira.
“Aqui nós envolvemos todos os públicos em nossas ações. Mulheres, crianças e principalmente os homens, que fazem parte desse trabalho de conscientização”, disse.

Um dos exemplos é o projeto ‘Ronda Para Homens’, responsável por debater entre os policiais e os homens da cidade questões relacionadas ao machismo e à masculinidade tóxica.

A unidade ainda conta com ações como o ‘Projeto Por Elas’, ‘Marias Empoderadas’, ‘Projeto Mãe Mulher’, voltados para a assistência e melhoria da autoestima da mulher, além do ‘Cantinho Literário’, ‘Enxoval Solidário’ e ‘Criança Feliz’, para os pequenos da comunidade e filhos das assistidas pela ronda.

Comentários