14 de junho de 2021 às 21:36
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Em novo artigo, Danielle Vilas Bôas chama atenção para maus-tratos aos animais


Publicado em: 12/04/2021 23:13
Por: Danielle Vilas-Bôas


“Como sabemos, existem crimes contra os animais. Graças a Deus, o mundo está evoluindo em verificar e ter os animais como seres vivos”.

Lei de Crimes Ambientais, está previsto que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa. § 1º “A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.”

No mês de abril, é a campanha abril laranja, esse mês é da conscientização mundial contra maus-tratos aos animais. Tem como o objetivo de atingir o maior número de pessoas para conscientizá-las sobre os cuidados e a luta pelo bem-estar dos animais.

Os 4 tipos de tráficos de animais silvestres, são: a) para colecionadores particulares ( esse tipo de tráfico, animais em extinção são mais procurados quanto mais raro, maior o valor do animal no mercado ilegal). B) Para fins científicos ( conhecidos também como biopirataria). C) Pra animais como pets. E, por último, que é o quarto, para produção de subprodutos ( os animais são utilizados para a fabricação de adornos e artesanato, sendo que as penas, couro, pele e presas são comercializadas de forma ilegal.

Deveria existir na grade curricular das escolas e faculdade a matéria causa animal. Tem como deixar as pessoas mais cientes em relação aos animais e seus direitos.

Vou mencionar agora, o que se configura como maus tratos aos animais: abandono, agressões físicas ( espancamento, mutilações, envenenamento), manter o animal preso permanentemente com correntes ou cordas, manter o animal trancado em locais pequenos e sem ventilação , entrada de luz e o menor cuidado com a higiene; manter o animal sem proteção contra o sol, chuva ou frio; não alimentar o animal de forma adequada e diariamente; não levar o animal doente ou ferido ao veterinário; submeter o animal a tarefas exaustivas ou além de suas forças; utilizar animais em shows que possam submete-los a pânico ou estresse; capturar animais silvestres; promover violência como rinhas, farra-do-boi e outras.

30 de janeiro é o dia mundial da não violência, respeite a vida, tanto das pessoas, como dos animais. Toda vida é válida.

Como sabemos, o tráfico de animais é a terceira maior atividade ilícita e lucrativa do mundo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e armas, segundo dados da Organização das Nações Unidas. A movimentação é de US $10 a US $ 20 bilhões por ano.

Você pode denunciar de forma anônima. Não tenha medo! É possível, sim, denunciar de forma anônima ou pedir sigilo dos dados no momento da denúncia. Os animais precisam de nós, não de cale! Ao realizar a denúncia anônima a identidade do denunciante é preservada. Basta ligar, gratuitamente, para o número 181 ou solicitar o sigilo nos formulários de denúncia que são feitos através da internet. Não deixe de denunciar! Sua atitude pode salvar vidas.

Evite soltar fogos de artifícios, pois os estrondos dos rojões é uma grande tortura para algumas crianças, pessoas sensíveis ou com deficiência física e para os animais. Para eles, os efeitos são diversos, sendo inúmeros os casos de convulsões, síndrome irreversíveis e até mesmo a morte.

Mas você pode proteger o seu animal contra o barulho de fogos de artifícios, a técnica Tellington Touch consiste em “amarrar” o animal com uma roupa nossa de forma suave, para que ele se sinta mais seguro e feliz. Com isso, ele não sentirá medo e nem pavor.

Vou mostrar os 6 sinais de maus-tratos; o primeiro é, escore corporal ( animal abaixo ou acima do peso), o segundo é, pelagem ( a falta de pelos e higiene precária deles, com a presença de parasitas; o terceiro é ferimentos, causados propositalmente ou decorrente as condições em que vive; o quarto é, alimentação e água ( quantidade, qualidade e disponibilidade); o quinto é fraqueza, inanição e doença ( pela negligência do dano ou condições do ambiente em que vive; e o último que é o sexto, compor tratamento do animal na presença do proprietário e nas tentativas de aproximação.

MAUS TRATOS AOS ANIMAIS PODEM INDICAR A OCORRÊNCIA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E ATÉ MESMO A EXISTÊNCIA DE UM POSSÍVEL SERIAL KILLER.

Não abandone, eles são seres incríveis e nos dão amor sem interesse. 

E-mail: danielle_brandao@yahoo.com.br

Comentários