quinta-feira, 22 fevereiro, 2024

EXPEDIENTE | CONTATO

Estado entrega obras de urbanização e infraestrutura

Equipamentos de lazer, esporte e sistema de drenagem, melhoram qualidade de vida dos moradores

Cerca de 1.500 moradores do Condomínio das Mangueiras, empreendimento do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), na Fazenda Grande 4 (Estrada Velha do Aeroporto), em Salvador, foram contempladas com obras de urbanização e infraestrutura realizadas pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). Quadra poliesportiva descoberta com tela de proteção e iluminação; parque infantil e equipamentos de ginástica; calçadas e demarcação de vagas de estacionamento, além de sistema de drenagem, incluindo três escadas drenantes, foram inauguradas pelo governador Jerônimo Rodrigues. O investimentos foi de aproximadamente R$ 1,2 milhão e as obras foram executadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder).

“Aqui é onde a gente consegue enxergar realmente uma boa parceria. O Governo Federal, junto com a Associação União por Moradia, construíram esse condomínio e o Governo do Estado, entrou na parceria com a Caixa Econômica com investimentos importantes de lazer e de saneamento. Além disso, iniciamos o acesso aqui população à água e estamos acabando, até meados do ano de 2024, um investimento de mais R$ 1,2 milhão para o saneamento, para que essa comunidade possa ter esgotamento sanitário”, afirmou o governador.

Jerônimo se refere às obras que a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs) está realizando no Condomínio das Mangueiras. São duas estações elevatórias; 220 metros de linha de recalque da rede de esgoto e entroncamento com a rede pública. Já foram concluídas as ligações definitivas individualizadas dos imóveis na rede de água potável. As obras, realizadas através da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), tem previsão de conclusão em julho do próximo ano.

A manicure Jéssica Almeida, moradora do condomínio desde a inauguração, há cinco anos, contou que as condições do local eram inadequadas. “Achei bom porque não tinha nada aqui. Essa área toda era só mato e barro. As crianças não tinham lugar para brincar, para ficar. Foi maravilhosa essa intervenção. Como as casas são germinadas, uma do lado da outra, não tinha um lugar de convivência. Agora está maravilhoso”, contou a moradora que é mãe de quatro filhos.

A titular da Sedur, Jusmari Oliveira, destacou que a obra tem todo um significado especial, pois representa também a retomada da colaboração dos Governos Federal e Estadual para atender aqueles que mais precisam. “Ela representa um novo período de reconstrução e de recuperação dos anos perdidos com o governo central que deixou parado uma série de empreendimentos. Representa também o reconhecimento do governo ao valor dos movimentos sociais, principalmente os voltados para a conquista da moradia. Então, esse equipamento aqui, esse empreendimento, tem uma notoriedade especial e estamos muito felizes por poder contribuir”, declarou.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Arquivos