13 de agosto de 2022 às 22:25
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

INTS mobiliza colaboradores em campanha de doação de sangue


Publicado em: 14/06/2022 14:10
Por: Redação Bahia Municipios com Agências Foto: Divulgação


Este mês é dedicado à campanha de incentivo à doação de sangue e hoje, 14, é o Dia Mundial do Doador de Sangue. De olho na importância desse ato de amor, o INTS (Instituto Nacional De Tecnologia e Saúde) lançou a campanha Saúde doa saúde e mobilizou os colaboradores, levando um grupo ao Hemoba nesta segunda-feira (13).

Após entrevista com os técnicos e triagem, os doadores iniciaram a coleta do sangue, concluída em poucos minutos. A quantidade coletada varia de acordo com peso e altura do doador e cada bolsa pode salvar até quatro vidas. Para a assessora de Comunicação, Marília Simões, a sensação foi de dever cumprido. “Fiquei na cadeira nove minutinhos e posso devolver qualidade de vida a outras pessoas”.

Luciana Paiva compartilha do mesmo pensamento e doou pela primeira vez. Segundo a analista de departamento pessoal do INTS, que já recebeu transfusão de sangue e plaquetas no pós-parto, foi uma forma de retribuir. “Venho trabalhando em mim há um tempo essa vontade de doar. Vir com meus colegas foi ótimo, porque um encorajou o outro. Talvez sozinha eu não viesse”. E, para ela, a ação é super importante, justamente por saber que outras vidas dependem disso.

“Senti uma sensação maravilhosa enquanto estava doando e estou feliz em ter vindo. Achei que ia doer, mas foi tranquilo. É muito significativo para mim saber que vou ajudar outras famílias”, revelou Juliana Reis. O colega Gilberto Júnior já é doador e tem como motivação cumprir o papel de cidadão. “Busco sempre fazer o mínimo para a sociedade e a doação de sangue é uma parte disso. Agradeço ao INTS pelo incentivo”.

Números

De acordo com dados do Ministério da Saúde, menos de 2% dos brasileiros são doadores de sangue. O índice é inferior ao recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que estabelece como meta de 3% a 5% da população. Portanto, é preciso estimular que mais pessoas passem a ser doadores regulares.

A biomédica Allana Coelho, coordenadora operacional da agência transfusional do Hospital Manoel Victorino, gerenciado pelo INTS, destaca que os estoques nos hemocentros de todo o país tiveram uma baixa ainda maior na pandemia, o que impacta demais as unidades de saúde. Ela lembra que qualquer pessoa entre 16 e 69 anos, acima de 50 quilos, pode doar, desde que atendam os critérios determinados.

Comentários