29 de junho de 2022 às 12:25
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Nilo diz que depois de ‘ferrarem um ao outro’, Rui e Wagner querem ‘ferrar o povo’ com a candidatura de Jerônimo


Publicado em: 13/06/2022 14:27
Por: Redação Bahia Municipios com Agências Foto: Divulgação


Atacado hoje por Rui Costa (PT) por ter se transformado em oposicionista, o deputado federal Marcelo Nilo (Republicanos) respondeu a ele dizendo que, depois de ter traído o seu mentor político, criando adjetivos que no fundo atacavam o senador Jaques Wagner (PT), como o qualificativo “correria” em contraposição ao “wagareza”, com que o petista era chamado por oposicionistas, o governador quer fazer de conta que não tem nada a ver com a escolha ‘desastrada’ de Jerônimo Rodrigues para candidato do grupo ao governo.

“Rui ferrou Wagner atrapalhando e desencorajando o tempo todo a candidatura do senador ao governo. E Wagner ferrou Rui inviabilizando sua candidatura ao Senado. Agora, os dois querem ferrar o povo apresentando a candidatura ao governo de um ilustre desconhecido, um secretário cuja gestão na Educação foi uma lástima irreparavel”, afirmou Nilo, para quem Rui foi o primeiro e mais importante opositor que o ex-governador Wagner enfrentou ao deixar o governo, depois de ter sido eleito governador com seu o apoio.

“Numa prova de sua deslealdade, desde o primeiro momento, Rui buscou se contrapor ao que considerava falhas do antecessor. De onde veio o ‘correria’ senão como resposta ao ‘wagareza’?”, argumentou Nilo, observando que, apesar de ‘terem ferrado um ao outro’, os dois não perdem por esperar. “Agora, quem vai ferrar eles dois e mais o candidato que eles escolheram para a sucessão é o povo baiano. A eleição vai mostrar”, afirmou o deputado federal, que pleitea a vaga de vice na chapa do candidato a governador do União Brasil, ACM Neto.

Comentários