20 de maio de 2022 às 20:21
Escolha seu idioma:

CURTA NOSSA PÁGINA DO FACEBOOK E RECEBA NOVIDADES

Presidente de sindicato cobra prefeito empenho para resolver CSN


Publicado em: 11/05/2022 14:41
Por: Redação Bahia Municipios com Agências Foto: Divulgação


Em áudio, Helio Ferreira cobra celeridade na resolução das dívidas trabalhistas de empresa

O presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Helio Ferreira, cobrou, na manhã desta quarta-feira, 11, atenção e empenho da parte do prefeito Bruno Reis (UB) nas questões referentes aos problemas gerados pela antiga Concessionária Salvador Norte (CSN).

Em um áudio destinado ao prefeito e, especialmente aos trabalhadores da categoria, Helio Ferreira, que também é vereador da cidade, revelou que tem tentando contato com o gestor municipal, de diversas maneiras, mas não obteve resposta. No pronunciamento, ele cobra atenção e celeridade na resolução dos problemas que envolvem dívidas trabalhistas da classe.

O impasse com a CSN começou em junho de 2021, quando a prefeitura de Salvador decretou a intervenção da empresa por descumprimento de um acordo coletivo assinado com a categoria, além de atrasos constantes de pagamentos.

A companhia acabou tendo seu contrato rescindido após relatório de uma auditoria apontar diversas irregularidades na gestão de contratos. Uma parte dos profissionais foi admitida pelos dois consórcios em operação na cidade, OTTrans e Plataforma. Outros acabaram não sendo contratados e também não receberam os pagamentos das dívidas trabalhistas, que agora é de responsabilidade da gestão municipal.

Helio Ferreira disse ainda que diante da situação duas medidas foram tomadas. Uma solicitação de ausência pública foi enviada ao presidente da Câmara Municipal de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), a fim de expor para a sociedade o que está acontecendo.

Além disso, um rodada de negociações de reajuste salarial foi iniciada e, na próxima terça-feira, 17, acontecerá uma reunião da diretoria do sindicato que estudará a possibilidade de realizar um grande movimento na cidade para cobrar o destravamento da campanha salarial e acelerar as questões relativas à CSN.

Comentários